3 Atualizações a serem feitas no seu trabalho com células e discipulados

Após uma transição bem sucedida do modelo tradicional para a visão de células e discipulado, percebemos que ficar “engessado” em uma forma de trabalho, não gera crescimento. Então, temos aprendido que nada melhor do que atualizar para crescer.

Aqui, neste artigo, eu quero compartilhar com você três dicas de atualizações que nós aplicamos e que deu muito certo:

1ª Atualização – Reformular toda a “linguagem e abordagem” a respeito do discipulado

Eu já falei sobre a importância de não forçar ninguém a nada em outro artigo. Isso é muito importante. Porém, mais importante do que isso é não falar muito sobre discipulado. É isso mesmo?

Para nós, quanto mais falássemos sobre o discipulado, mais as pessoas se interessariam e absorveriam a visão. No entanto, isso trouxe para nós muito mais dificuldade do que crescimento.

As pessoas até pediam o discipulado, mas sem saber o que isso realmente queria dizer, gerou muita frustração tanto nos discipuladores, quanto nos discípulos. Ambos esperavam muito uns dos outros. Por parte dos discipuladores, a frustração vinha por esperarem de seus discípulos respostas de crescimento e amadurecimento quando, na verdade, eles não estavam prontos para isso. Descobriu-se, então, que, a maior parte das pessoas que eles estavam tratando como discípulos, na verdade, eram pessoas que precisavam ser pastoreadas, primeiro. Desta forma, com o tempo, entenderiam o preço do discipulado e se tornariam discípulos.

Por parte dos discípulos, a frustração vinha por esperarem que seus discipuladores lhes assistissem em tudo. Enquanto ovelhas, os líderes, os Pastores e todos os membros da célula estão prontos para lhes servir no que for possível. Pois era isso que Jesus fazia com a multidão. Eles queriam cura, Jesus curava; queriam comida, Jesus alimentava… Agora, quando se tratava de um discípulo, aí, a história era bem diferente… “quer vir após mim, negue-se a si mesmo, carregue a sua cruz e siga-me”. O discípulo precisa entender o chamado de Cristo e decidir aceitá-lo. E, para isso, a pessoa que está chegando, precisa passar pelo processo de pastoreamento.

Quando esta atualização é colocada em prática, todos os membros da célula experimentarão o que é cuidar de vidas e, pouco a pouco, despertarão para o chamado de liderança. Quando isso começar a acontecer, o desejo por uma direção os levará a entender o real significado de discipulado.

2ª Atualização – Mudar a forma de falar sobre a multiplicação

Sim, toda célula nasce com o propósito de multiplicar. Entretanto, quando se fala demais sobre este assunto, gera-se grande pressão e ansiedade que resulta em uma multiplicação precipitada. Quando existe a pressão, ao invés da célula multiplicar devido a um processo natural, ela se multiplica como uma mãe que dá a luz a um bebê tão prematuro, onde as chances deste bebê “vingar”, são mínimas. É por isso que muitas células iniciam e fecham.

A multiplicação precisa acontecer de forma natural. O processo deve ser passar pelo envolvimento de todos em ganhar e consolidar novas pessoas. Alguns do grupo se destacarão como líderes em treinamento, começarão a ser discipulados. Conforme o grupo for aumentando, eles estarão crescendo em sua liderança, estarão sendo preparados para assumir um novo grupo com pessoas que já estavam na célula e algumas novas que eles mesmos ganharam. Este, sim, é um processo saudável.

3ª Atualização – Fazer com que as pessoas da célula se envolvam em outros ministérios

Durante muito tempo as Igrejas que trabalham com células ficaram “engessadas” que quem trabalha com células não trabalha com ministérios.

No entanto, uma das grandes atualizações que nós fizemos como uma Igreja na visão celular foi, justamente, inserir novos ministérios. Foi fantástico o resultado! As células cooperam com os ministérios enviando pessoas para que se envolvam e firmem compromisso com a Igreja, e os ministérios, com a função evangelística, enviam novas pessoas às células para que possam ser consolidadas.

Quando as pessoas estão envolvidas apenas em células, elas não têm muitos incentivos para fazer parte dos Cultos de Celebração ou dos eventos da Igreja. Agora, quando conseguimos inseri-las em ministérios, os laços de relacionamentos aumentam, dons são despertados e o compromisso com o Reino e com a Igreja passa a ser um desejo do coração delas. Então, elas passam a conhecer, verdadeiramente, a família de Cristo!

Se você gostou deste artigo, deixe aqui a sua opinião, pois ela é muito importante para nós, e não deixe de se inscrever na nossa Conferência F5 UPGRADE na visão celular, que acontecerá agora em março de 2018. Ela vai abordar temas como esses e muito mais. Corre lá, pois as vagas são limitadas e já estão se esgotando! EU QUERO SABER MAIS SOBRE A CONFERÊNCIA.

Também não deixe de conferir os diversos vídeos gratuitos que temos disponíveis no nosso canal do YouTube. Eles têm ajudado muita gente a alcançar uma liderança bem sucedida. É só CLICAR AQUI que o link te levará para o canal que tem revolucionado a liderança de muita gente aqui, no Brasil, e no exterior.