6 Tipos de pessoas que mais dão frutos

Jesus deixou um ensinamento para os seus discípulos poderoso e atual:

“…  e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça;”  João 15:16 Parte

Ao se estudar as escrituras pode-se perceber que Ele criou a sua equipe de discípulos com uma grande expectativa, a de que dessem muitos frutos.

Todo líder quer ter ao seu lado uma equipe que dá frutos. Então, como fazer para formar esta equipe? Como escolher as pessoas que caminharão lado a lado dando frutos?

O líder precisa estar atento a todos que estão caminhando com ele. No entanto, existem seis tipos que merecem mais atenção. São eles:

1 – As pessoas menos prováveis: Os menos prováveis são aqueles que ninguém “daria nada por ele”. Parecem quietos demais, não aparentam tanta “inteligência” como outros podem aparentar, dentre outros aspectos similares.

Porém, diferente de nós, Deus ama usar essas pessoas. Pedro, por exemplo, era uma pessoa extremamente dura, completamente envolvida no trabalho secular, mas Jesus fez questão de chama-lo para a sua equipe.

Por isso, se tem alguém na célula ou na igreja que não quer se envolver com nada e parece ser uma pessoa complicada e difícil, foque nela. Pode ser que Deus a faça ser sua ajudadora para que vocês cresçam no ministério.

2 – Os novos convertidos: Quando uma pessoa chega à igreja nova, ela tem tudo para poder “explodir”. Ela estará recebendo a motivação e o ensinamento que você estará passando com o coração aberto. O novo convertido chega com um “pique” muito maior do que aqueles que já estão há anos na igreja.

O que precisa ficar muito claro aqui é que não é para se deixar os mais antigos para trás. Antes, que é para se prestar atenção naqueles estão chegando, também.

3 – As mulheres: Quero chamar a atenção do encontro de Jesus com a mulher Samaritana que se tornou uma grande evangelista ao contou para a cidade toda de Jesus. Na época, uma mulher já era “improvável” e “Samaritana”, então, mais “improvável” ainda. Porém, esta passagem vem nos ensinar que, apesar da improbabilidade desta mulher ser um instrumento de Deus, ela foi, sim, tremendamente usada.

Quando as mulheres estão dispostas a trabalhar na obra de Deus, comprovadamente, elas têm muito mais disposição e força para evangelizar, ganhar e consolidar do que os homens.

Paul Yonggi Cho conta uma história de quando ele ficou doente e que ele precisava deixar a igreja sob a direção de alguém. Depois de muitas reuniões com a liderança, eles chegaram a conclusão que deixariam esta tarefa a cargo das mulheres, pois os homens estavam muito envolvidos com os seus negócios. Quando ele voltou, a igreja tinha triplicado em número.

4 – Pessoas que experimentaram uma forte libertação: Aquelas pessoas que eram envolvidas com vícios ou atuantes no espiritismo e bruxaria, por exemplo. Estas pessoas que passaram por uma libertação intensa, quando se convertem, têm a consciência de eram manipulados pelo inferno e, por isso, chegam sedentas para fazer o que for necessário para servir a Deus e agradá-Lo.

5 – Pessoas que têm o coração ensinável: Talvez a pessoa que tenha este coração ensinável não tenha habilidades que chamem atenção ou a disponibilidade que se deseja, mas ela tem o principal, a disposição de aprender da forma que se ensina. Pessoas que têm o coração ensinável são pessoas chaves para se investir pela certeza de que irão frutificar.

6 – Pessoas intensas nas atividades seculares: Pessoas comprometidas com projetos em seu dia a dia, quando se convertem, usarão a mesma intensidade no serviço do Reino de Deus. Paulo é um grande exemplo desta verdade. Ele era intenso na perseguição dos cristãos e com tudo o que os Fariseus ensinavam ou lhe delegavam. E, quando Paulo se converte, podemos perceber a mesma intensidade no seu serviço em nome de Jesus.

O desejo de Deus é que todos nós possamos dar muitos frutos e frutos que permaneçam. Por isso, é tão importante que possamos estar atentos para àqueles a quem Deus estará colocando em nossas vidas para nos ajudar a frutificar. É uma ordenança do Senhor.