As responsabilidades de um líder – Parte II

Na parte 1 deste artigo, foi falado sobre a importância do líder de célula entender a sua responsabilidade de interceder, especificamente, por cada liderado, bem como, de estar se relacionando com cada um de forma pessoal. 

Nesta semana, vamos abordar outras três responsabilidades de um líder que farão toda a diferença no crescimento de qualquer célula: 

3ª – Estudar a mensagem da célula com antecedência  

Estudar a mensagem que será ministrada com antecedência e atenção faz parte de uma preparação para o que vai acontecer na célula. Durante o estudo, o líder precisa entender o estudo e ter estratégias criativas para fazer as perguntas certas fazendo com que o grupo possa participar o máximo possível. 

Um líder que se prepara é um líder seguro durante a reunião. E, quando o povo sente o líder seguro, se sente confortável para expor os seus pensamentos e sentimentos. Então, a célula se torna agradável, divertida, animada … viva!!! Quando isso acontece, o grupo cresce rapidamente, pois o evangelismo pessoal por amizade acontece naturalmente e, um vai chamando outro, e outro, e outro, apenas porque o que está acontecendo ali é “diferente” e “legal”. 

Toda reunião de célula precisa ser preparada com a mesma seriedade com que um Culto é preparado. A célula é a Igreja nos lares!  

4ª – Avaliar quem poderá ajudar no lanche 

O líder precisa se preparar, com antecedência, para a comunhão da célula. Ninguém está dizendo que ele deve “pagar a conta”. No entanto, ele precisa se certificar de que o lanche vai acontecer.  

Ele pode estar delegando e motivando o grupo a estar colaborando com este momento tão maravilhoso. Contudo, também pode ser delegado um a um, por semana e com antecedência, conforme a estratégia que Deus der ao líder, de acordo com o seu grupo. A intenção é que não fique pesado para ninguém e que não seja passada a ideia de que a “toda célula” precisa ter “janta”. 

O compromisso do líder é garantir que haja um lanche, seja uma janta ou um café com leite com biscoito e manteiga. Pois, em ambos os casos, se tiver amor e unidade, Deus se fará presente e o grupo estará em harmonia comemorando a presença de Dele no meio de todos! 

5ª – Facilitar a ida das pessoas até a célula  

Veja, o líder não deve tomar para si todas as responsabilidades como um “fardo”. Ele precisa entender que a responsabilidade é sua, mas que pode e deve ser delegado, até para que os membros sejam edificados através do cuidado com os irmãos. 

Quando algum membro mora longe e tem dificuldades de estar nas reuniões, o líder pode estar conversando com o grupo e avaliando, em unidade, quem pode estar ajudando a facilitar a vinda deste irmão. Pode ser que um irmão que more perto possa dar uma “carona” ou, quem sabe, um irmão que nem more tão perto esteja disponível e sinta no coração de assumir o transporte como uma responsabilidade; ou, ainda, um irmão pode se disponibilizar para buscar e outro para levar em casa.  

O líder poderá se surpreender com a “liga” que este tipo de atitude trará ao grupo.  

Imagina se for um irmão que esteja vindo pela primeira vez? Ele ainda se sentindo deslocado, vê os irmãos se mobilizando para facilitar o seu acesso ao grupo. E, ao chegar, se depara com um irmão aguardando na porta e que o recebe pelo nome e com um abraço bem carinhoso. Quando entra, o grupo se alegra com a chegada de mais um membro para a “família em Cristo”… Impossível a pessoa não querer voltar! 

Resumindo, o líder é o responsável por todo o contexto daquilo que é necessário acontecer na célula. Quando o líder entende suas responsabilidades, elas não são “pesadas”, elas são um “estilo de vida”. E, quando isso acontece, o crescimento é uma questão de tempo. 

É claro que ser líder envolve muito mais do que essas responsabilidades. Por isso, eu quero deixar a indicação de um vídeo que irá ajudá-lo a entender melhor sobre esse assunto – “O líder nota 10”. Se você gostou do tema e teve interesse em assistir o vídeo, CLIQUE AQUI.