Como recuperar a alegria de uma célula que desanimou?

Existem células que começam muito animadas e, conforme o tempo vai passando, vão perdendo sua alegria.

Em casos como esses, o que fazer para que essas células recuperem a alegria?

Em primeiro lugar, é muito importante que o líder entenda o seu papel. Quando o líder compreende bem o seu papel, ele é capaz de assumir a responsabilidade para si, bem como, de começar a ter atitudes que influenciarão, não só a equipe, mas a célula como um todo a voltar a ter ânimo e alegria.

Se o líder conseguir entender que a responsabilidade de influenciar o grupo, é dele, fica muito mais fácil para ele compartilhar com o grupo atitudes que farão a diferença como, por exemplo:

1 – Declarar palavras de fé

É impressionante como é comum quando uma célula perde a alegria, o seu líder, ao invés de liberar palavras de fé, liberar palavras de desânimo. Este líder está, ainda que “sem querer”, influenciando as pessoas a estar ainda mais desanimadas.

É preciso que se declare palavras de fé sobre as pessoas que fazem parte do grupo e sobre a reunião, propriamente dita. Somente assim, o líder conseguirá reverter o quadro de desânimo.

Vamos dizer que a célula tenha perdido a frequência e, por isso, está desanimada. O líder precisa liberar palavras de fé de que ele está animado e feliz por ter a certeza de que Deus está preparando uma colheita sobrenatural para o grupo. Afinal, olhe o que a Palavra de Deus diz sobre fé:

“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.” Hebreus 11:1

O líder precisa ter a certeza de que a sua célula é uma célula cheia da presença de Deus, além de comunicar o quanto ele está animado com o que Deus está fazendo no meio do grupo, com o grupo e através do grupo neste período.

2 – Demonstrar confiança

Algumas vezes, as pessoas desanimam e perdem a alegria por não acreditarem que são capazes de liderar ou mesmo de estar contribuindo para um simples projeto, por exemplo.

Casos assim, infelizmente, são muito comuns e suas causas não são “culpa” do grupo. As pessoas chegam às células com experiências negativas passadas, frutos de um histórico de convívio em grupo mal sucedido. Por isso, quando o líder libera a palavra e diz que ele acredita no grupo, isso faz um efeito sobrenatural e traz ânimo.

O líder também precisa liberar palavras de ânimo individualmente. Quando o líder traz a palavra de fé para o indivíduo, ele gera cura, motivação e energia para que se supere o que se viveu e a alegria torne a voltar.

Quando isso começa a acontecer, é mágico e contagiante. A célula experimenta, verdadeiramente, um avivamento que leva o grupo a um novo tempo em Deus.

3 – Ser grato

Os membros precisam encontrar na célula o que não encontram mais no mundo. E, quando estamos falando de gratidão, certamente, estamos falando de uma característica que o mundo tem deixado de lado.

Muitos não têm feito nada além do que se faz necessário no trabalho, em casa, na escola, ou qualquer outro lugar, por conta da falta de reconhecimento, pela falta de gratidão.

É preciso que o líder agradeça por tudo, pelo mínimo que se faça. Agradecer porque foram à reunião, porque levaram o lanche, porque levaram um visitante ou porque ajudaram de alguma forma. A gratidão motiva, alegra e influencia outros que, ao ver a atitude de gratidão, também desejarão fazer algo em busca de reconhecimento. É o que se chama de efeito “cascata”.

A gratidão traz o sentimento de pertencimento e de importância. A pessoa se sente inserida e útil, o que a faz fazer muito além daquilo que se espera. Ela se empenha, se dedica e ajuda no que for necessário. E, isso, é tudo o que o líder precisa para restaurar o ânimo e alegria da sua célula.

4 – Olhar o lado bom das pessoas

Um dos motivos que podem levar uma célula a desanimar é quando o líder começa a observar somente o lado ruim e as dificuldades das pessoas.

Quando isso começa a acontecer, ele começa a falar sobre isso e, sem perceber, começa a atrair somente o que é negativo para dentro da célula.

Agora, quando o líder decide olhar somente o lado bom das pessoas, bem como, a valorizar o que elas têm de melhor, ele traz para dentro da célula um ambiente de fé, um ambiente onde as pessoas acreditam umas nas outras. Isso, sem dúvida alguma, traz ânimo para o grupo.

Talvez uma pessoa do grupo fale demais, fale coisas fora de hora ou que não edifiquem o grupo, entretanto, ela tem um lado bom que, se o líder focar, todo resto, dia a dia, irá diminuindo. Quando o líder foca no lado bom, ele agradece pelas boas atitudes, ele reconhece publicamente o que a pessoa fez de bom e isso, sem dúvida, traz motivação, ânimo e transformação. Afinal, o que é bom está sendo valorizado e o que é ruim, não.

5 – Comemorar

Se o líder quer ver alegria na célula, ele precisa comemorar todas as vitórias que o grupo tiver. Ele não pode esperar para comemorar somente com grandes vitórias. A comemoração precisa ser por cada conquista que o grupo alcançar, por menor que seja, e com muita empolgação.

Por exemplo, chegou uma pessoa nova? Comemore! Foi aniversário de alguém? Comemore! Pessoas retornaram do Encontro com Deus? Comemore! Pessoas decidiram ser discipulada? Comemore! As comemorações trazem alegria e motivam a célula como um todo.

A alegria é uma característica imprescindível a toda célula. Sem ela, a célula está sem vida e pode ter consequências irreversíveis. Por isso, esta é, justamente, a característica que leva a célula a alcançar os propósitos de Deus.