COMO TRABALHAR O TEMA – “EU PRECISO MELHORAR” – NO DISCIPULADO UM A UM

É sempre muito importante o compartilhamento de algum texto bíblico no início de cada discipulado.

Para este tema, especificamente, é sugerido o versículo 15 do livro de 1 Timóteo capítulo 1.

“Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.”

A partir desta declaração que Paulo faz a Timóteo, o discipulador tem um amplo “leque” para trabalhar o tema em questão.

É um fato de que todos desejam melhorar, seja na área pessoal, familiar, profissional ou ministerial, então, nada melhor do que trabalhar o reconhecimento de que se precisa melhorar e o que se pode fazer para que isto aconteça.

A primeira dica para o discipulador nesta hora é ele começar por si próprio, como Paulo. Indica-se que o discipulador afirme que, assim como Paulo, ele também tem falhas e que quer a ajuda do discípulo para melhorar como líder e como discipulador. Para isso, o discipulador pergunta ao discípulo:

– “O que você acha que eu preciso melhorar?”

Quando se faz esta pergunta a um discípulo, é natural o “embaraço” dele. Cabe ao discipulador deixá-lo bem confortável e a vontade para responder.

Após as respostas do discípulo a respeito do discipulador forem dadas, o discipulador pergunta ao discípulo se ele também tem o mesmo desejo de estar melhorando, crescendo e amadurecendo. Como o discipulador já se colocou como falho e já reconheceu que precisa melhorar, sendo humilde para buscar no discípulo a ajuda para isso, a resposta não será outra que não – “Sim! Eu também quero melhorar!”.

Nesta hora, o discipulador, com muito carinho e firmeza, diz que, assim como o discípulo o ajudou mostrando áreas em que ele, discipulador, precisa melhorar, agora, como discipulador, ele estará ajudando-o, mostrando as áreas em que ele percebe que o discípulo precisa melhorar.

Quando o discipulador coloca a sua vida diante do discípulo afirmando que tem falhas, que deseja melhorar e que precisa de sua ajuda, abre um caminho poderoso para que ele possa falar com autoridade na vida do discípulo.

Agora, é muito importante que o discipulador deixe o discípulo falar com liberdade o que ele acredita que o discipulador precisa melhorar, bem como, que o discipulador agradeça, não conteste e afirme que vai fazer o que for preciso para estar melhorando nas áreas sugeridas. Somente desta forma o discípulo terá o exemplo do que é ter um coração quebrantado para avançar e conquistar grandes resultados em todas as áreas.