O “passo a passo” para a consolidação na visão do MDA

Assim que alguém chega a Igreja Local seja como visitante já convertido, seja como alguém que voltou aos caminhos do Senhor ou quando se converte na Igreja, é preciso que o cuidado seja bem feito para que ela cresça em Cristo e gere frutos.
Na Visão do MDA, existe um “passo a passo” de cuidado com estas vidas que tem gerado bons resultados. A saber:

1º PASSO – GANHAR
1 – Contato 24 horas: Ao término de cada Culto, os dados daqueles que voltaram para o Senhor e das pessoas que O aceitaram são recolhidos em uma ficha e enviados para os Supervisores, que direcionam o contato para o líder da célula que estará cuidando de cada um, para um contato seja feito, em até 24 horas, para que a pessoas saiba o quão importante foi a sua decisão e que a Igreja está ali para apoiá-las em toda e qualquer necessidade, além de oferecer uma visita.
2 – Visita: No prazo de uma semana, o líder marca uma visita para que possam se conhecer, estreitar os laços, saber das necessidades de oração e para que as pessoas se sinta confortáveis em aceitar o convite, que será feito neste dia, para ir a Célula.
3 – Célula: Faz parte do processo, a integração destas vidas em uma Célula. Para que possam fazer laços de amizade e desejem voltar, bem como, queiram permanecer nos caminhos do Senhor. Neste início, pode ser necessário que se busquem as vidas em casa para que ela conheça o caminho, para que ela se sinta segura em chegar em um lugar estranho com alguém que ela já conhece e que possa integrá-la.

2º PASSO – CONSOLIDAR
4 – 12 Lições do Acompanhamento Inicial / Discipulado: Enquanto ela está se integrando à Célula, o líder precisa identificar quem mais alcançou o coração desta pessoa e estar delegando a missão deste membro estar aplicando as “12 Lições do Acompanhamento Inicial”. O que deve ser feito de uma maneira natural, como um convite para estarem se encontrando semanalmente para estudarem, juntos, um material que pode ser muito interessante, por exemplo. Este material é muito rico e edificante. Durante o estudo de cada lição, a pessoa vai se abrindo, vai compreendendo melhor o que é ser “Cristão”, o Espírito Santo vai despertando o desejo de servir a Deus, bem como, da necessidade de se batizar. Ao término do estudo das “12 Lições do Acompanhamento Inicial”, um vínculo de amizade e confiança terá se estabelecido e os encontros podem continuar acontecendo para que se forme, posteriormente, a aliança de discipulado um a um.
5 – Classe Nova Criatura: Paralelamente ao processo de estudos um a um, as pessoas que chegaram precisam estar sendo encaminhadas para a Classe Nova Criatura. Que irá tirar muitas dúvidas sobre a Palavra de Deus, sobre princípios cristãos, entre outros assuntos.
6 – Encontro com Deus: Em qualquer momento da caminhada das pessoas que estão chegando, é muito importante que eles sejam enviados para o “Encontro com Deus”. É no “Encontro com Deus” que o Espírito Santo vai trabalhar no profundo certas áreas que no discipulado seria mais difícil.
7 – Batismo / Membresia: Avaliando caso a caso, acredita-se que a pessoa está pronta para ser batizada quando ela já está sendo discipulada, ou seja, já passou pela etapa das “12 Lições do Acompanhamento Inicial e já formou um vínculo de discipulado e quando ela terminou a “Classe Nova Criatura”, onde ela teve suas dúvidas tiradas e já pode ter a compreensão da responsabilidade que o Batismo traz. Uma semana antes do Batismo, o Curso de Membresia, com o Pastor da Igreja é marcado para aqueles que vieram transferidos de outra Igreja e já são batizados. Este curso ensinará como a Igreja Local trabalha para que aqueles que estão chegando entendam como a Igreja funciona e se membrem. Na festa do Batismo nas águas, os novos membros são apresentados para a Igreja Local.

3º PASSO – TREINAR
8 – CTL – Centro de Treinamento de Líderes: Após já ter passado por todos os passos anteriores, as pessoas que chegaram novas, são motivadas a avançar na estrutura de liderança da Igreja Local. Ela cursa o Centro de Treinamento de Líderes para aprender o que é liderar em todas as áreas de sua vida. Durante o curso, o Espírito Santo estará despertando o chamado em cada um. Paralelo ao curso, o líder o insere na rotina de afazeres da Célula para que ele vá desenvolvendo enquanto aprende para que, quando for necessário, ele mesmo deseje estar liderando.
9 – Liderar: Ao término do CTL, a pessoa está apta a começar a liderar, respeitando-se sempre as exigências de cada Igreja Local, por exemplo: esta pessoa deve estar discipulando pelo menos duas pessoas há mais de um mês, de preferência que ela mesma tenha ganho para a Célula. A intenção é que, cada um traga visitantes para a Célula, os quais ele vai cuidar, e com os quais ele vai multiplicar.
Lembrando que, quando a pessoa vem transferida de outra Igreja, também se aconselha que ela esteja sendo inserida neste “Passo a Passo”, ou seja, que ela seja visitada, que seja levada a Célula, que se inicie as “12 Lições do Acompanhamento Inicial”, que ela seja levada a cursar a Classe Nova Criatura (até porque, um dia ela terá que ensinar a alguém. Como ensinar o que não se aprendeu?) , que ela passe pelo Encontro com Deus, que passe pelo Curso de Membresia e pelo CTL.
O grande segredo de uma boa consolidação é a eterna prestação de contas, ou seja, de dois em dois meses, todos os nomes daqueles que se converteram ou que voltaram para Jesus são levantados para que os Pastores das Áreas prestem contas de como cada um está, quais passos cada um fez ou deixou de fazer e etc.

Por isso, o Supervisor de Setor é tão importante. Ele vai cuidando para que os líderes lhe dêem o feedbak de cada vida, a cada semana, desta forma, torna-se mais fácil interferir caso esteja havendo algum problema e as “portas dos fundos” se mantém fechada.
Quando acontece de alguém não ter passado por algum passo, os Pastores, os Supervisores e os líderes precisam se reunir e se perguntar:
1 – O que de pode fazer, de prático, para esta pessoa se interesse por passar por esta etapa?
2 – Qual a estratégia que se pode aplicar para que esta pessoa desperte o interesse por completar todos os demais passos?
E, por último, fica a dica de não queimar etapas. Antes de levantar um líder, é preciso que se avalie se ele realmente está apto e se passou por todos os passos. Quem queima etapas, queima pessoas.

Clique aqui e inscreva-se em nosso canal no Youtube.