Qual a melhor estratégia para fazer uma célula crescer?

É fato que existem diversas estratégias para fazer uma célula crescer. E, na verdade, a melhor estratégia é aquela que funcionará melhor para cada líder.

Um bom líder, um bom supervisor ou um bom Pastor, precisam ser bons estrategistas.

Parando para analisar os times de futebol ou de basquete, por exemplo, pode-se perceber que o grupo sempre realiza jogadas ensaiadas que os levam a surpreender os adversários e a conquistarem o resultado desejado. Eles estão sempre lançando mão de novas estratégias para que o time saia vencedor.

Quando há uma guerra, por exemplo, não é o país mais poderoso que vence, antes, o mais estrategista.

No caso de células, por exemplo, para que se possa fazê-la crescer, existem diversas estratégias. Seguem algumas:

1 – O Projeto das 4 Colunas do MDA

É um projeto a ser aplicado a cada 6 meses e envolve diversas outras estratégias, como por exemplo, o Grupo Evangelístico (GE), o Purê de Batatas (Comunhão), o Natanael 3 (Gannhando novas pessoas) e o Fator Barnabé (consolidando e treinando as pessoas ganhas).

O mais interessante aqui é que cada uma destas estratégias pode ser aplicado individualmente ou podem fazer parte de um projeto. Pode-se aplicar em apenas uma célula, em um setor, em uma área ou pela Igreja Local. Não importa a forma como se aplique, sempre se alcançará um resultado positivo.

Entretanto, quando o líder se decide por fazer deste conjunto de estratégias um projeto apenas, formando o que conhece por – “As 4 Colunas do MDA” – o resultado tende a ser mais eficiente.

2 – O Projeto o mais amado da semana

A célula escolhe, a cada semana, algum membro, sem que ele saiba, para que ele seja “O mais amado da semana”.

O grupo se organiza para que durante toda a semana, o escolhido receba mensagens de todos, visitas surpresa, tenha uma festa para ele quando chegar a célula e ele se sinta, verdadeiramente, o mais amado.

Esta estratégia traz ânimo ao povo, melhora a comunhão e dá “liga” ao grupo.

3 – A Casa de Milagres

Casa de Milagres é um mini Encontro com Deus, realizado nos lares.

Pode ser feito por uma célula, por um setor ou por área.

A equipe se junta e os próprios membros das células que estejam sendo treinados e que estejam aptos, irão ministrar as palestras.

Muitas coisas estão envolvidas neste projeto, como a unidade do grupo, o desafio de se trabalhar em grupo, a edificação dos que estão sendo treinados diante de decisões e soluções de pequenas circunstâncias e o alcance de pessoas que ainda não estariam preparadas para estarem na Igreja Local fazendo o Encontro com Deus.

Este projeto tem um resultado muito grande não só nas vidas que estão sendo ganhas, como, principalmente, no grupo em si. O grupo toma gosto pela liderança e a multiplicação da célula começa a tomar forma.

4 – Em Busca da Ovelha Perdida

Em cima da Palavra de Atos 20:7 ao 12, onde Êutico adormece, cai da janela e Paulo vai até ele e, em o nome de Jesus, o traz a vida novamente, trazendo ao povo consolo e ânimo, estratégias são desenvolvidas para que aqueles que estavam afastados da célula ou da Igreja possam ser trazidos de volta a vida Cristã.

5 – Levando a Arca

Consiste em fazer a Célula passear pela casa de alguns membros, ou seja, a cada semana a célula estará acontecendo na casa de um dos membros que terá o compromisso de convidar vizinhos, amigos e parentes para estarem ouvindo a Palavra, como Cornélio fez em Atos 10.

Lembrando que é um projeto que deve ter data para começar e data para terminar, pois, uma célula não pode ficar muito tempo sem acontecer no seu lugar de origem. Parte-se do princípio que a casa do anfitrião é uma referência para pessoas novas, motivo pela qual, a célula não pode ficar mudando de lugar ou de horário.

É um projeto que funciona para alcançar três resultados ao mesmo tempo:

  1. Novos anfitriões: Que os membros que receberam a “Arca”, sintam o chamado para abrir suas casas para a multiplicação de sua célula;
  2. Novas pessoas: Por cada casa nova que a célula passa, visitantes são agregados e se interessam por também fazer parte do grupo;
  3. Novos líderes: Aproveita-se a que a célula estará acontecendo em lugares diferentes e desafia-se os líderes em treinamento para que eles estejam liderando a célula durante este projeto.

Toda estratégia deve ter um propósito. Não é bom que se aplique todas as estratégias juntas, pois, desta forma, o foco se perderia.

O líder também pode e deve criar as suas próprias estratégias ou adaptar alguma estratégia a sua realidade, por exemplo.

Para que se crie uma estratégia é preciso que se saiba:

  1. Qual o objetivo que se deseja alcançar?
  2. Perguntar a si mesmo: Como, com quem e quando?
  3. Sonhar com o resultado.

Jonh Maxwell tem uma frase muito interessante que diz que “os realistas sabem para aonde estão indo, os sonhadores já estiveram lá” porque como já sonharam com o resultado, já o vivenciaram em suas emoções.

É preciso que se decida o que se quer alcançar e, com base nesta direção, escolher a melhor estratégia a se usar ou a melhor combinação de estratégias, afinal, como o time que vence um jogo é aquele que melhor consegue encaixar as jogadas ensaiadas, assim também é no ministério das células. As células que mais crescem são aquelas que conseguem aplicar a melhor combinação de estratégias previamente combinadas.