Qual é a quantidade ideal de discípulos?

Existem muitas dúvidas a respeito deste assunto.

E, para que se possa responder a esta pergunta, é preciso que se avalie a qualidade do discipulado.

É fato que todo discipulado precisa ter qualidade. E, para que isso aconteça, é preciso que se identifique qual é o número de discípulos que se pode ter para que a atenção individual não seja prejudicada.

Neste contexto, a resposta a esta questão não pode ser uma regra. Cada discipulador precisaavaliar o seu tempoe a sua disponibilidade, para que possa, desta forma, se comprometer com a quantidade de discípulos que poderá dar o seu melhor.

É muito comum ouvir que a quantidade ideal de discípulos varia de três a cinco. Isso porque, para um discipulador que tem seu trabalho secular, suas funções na igreja e sua família para cuidar, ele precisa dar conta de forma que todas elas possam estar em equilíbrio, não é verdade?

No entanto, ouve-se dizer de pessoas que discipulam dez, doze pessoas. Quando isso acontece, duas situações são muito comuns, ou ela não consegue dar qualidade para cada um de seus discípulos ou ela está esgotada, vivendo, exclusivamente, para isso e deixando de dar qualidade para sua família, para seu trabalho ou para asdemais funções no Reino de Deus, como o seu tempo com Deus, por exemplo.

Por isso, o ideal é que não se tenha muitos discípulos. Mas que os poucos que se tenha, possam ter um discipulado profundo para que sejam capazes de discipular outras pessoas com a mesma qualidade, gerando sucessores.